ESCOLA PARCEIRA 2020/21

 

Escola Estadual Professora Calpúrnia Caldas de Amorim - EECCAM

Entrada da EECCAM - Foto: Arquivo PIBID
Entrada da EECCAM - Foto: Arquivo do Blog

        A Escola Estadual Professora Calpúrnia Caldas de Amorim – EECCAM, situa-se na Rua Manoel Gonçalves de Melo, n° 42 – Bairro Barra Nova – Caicó/RN, e oferece a modalidade de Ensino Médio nos turnos matutino, vespertino e noturno; que no turno matutino temos o Ensino Técnico em Edificações e no turno noturno o Ensino Normal contemplando a Educação Inclusiva ao Atendimento Educacional Especializado – AEE, com fins e princípios respaldados pela Lei de Diretrizes de Bases da Educação Nacional (LDB) – Lei n° 9.394/96 – Art. 15. Atualmente a gestão da escola, compreende-se pela junção do diretor Reginaldo dos Santos Xavier e Marcos Antônio de Medeiros, que ocupa o cargo de Vice-diretor.
        A EECCAM foi criada no ano de 1979, no governo Lavoisier Maia, com o decreto de lei n° 7.742 de 14/11/79, sendo reconhecida pela Portaria 054/94 de 22/03/94. A instituição é integrada ao projeto PROEMN (Programa de Expansão e Melhoria de Ensino), criado pelo decreto Federal n° 70.067 de 26 de Janeiro de 1972, com o objetivo de aperfeiçoar o ensino de 2° grau por meio de um acordo entre o Ministério de Educação e o Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) em parceira com a Secretaria de Educação do Governo do Rio Grande do Norte.
        Em 1980, foi estabelecido o nome da escola, sendo que, o nome é uma homenagem a Professora Calpúrnia Caldas de Amorim. Em 2007, a escola foi a primeira na região do Seridó na implantação do Ensino Médio Noturno Diferenciado, com o intuito de melhorar o processo ensino-aprendizagem dos estudantes e diminuir a evasão. Some-se a isto, até 2010, a escola oferecia o Ensino Fundamental e Médio, porém, esse ensino foi gradativamente substituído, e assim, tornando-se uma instituição exclusiva de Ensino Médio; oferecendo estágios obrigatórios ou não-obrigatórios, conforme a Lei 11.788 – Art. 1, de 25 de setembro de 2008. E, em 2012, a escola integrou o Programa Ensino Médio Inovador (ProEMI), reconhecido pela Portaria n° 971, de 09/10/2009, com o objetivo de debate sobre o Ensino Médio junto aos Sistemas de Ensino Estaduais e Distrital.
        No Projeto Político-Pedagógico – PPP (BRASIL, 2019), a EECCAM atende 955 (novecentos e cinquenta e cinco) estudantes, numa faixa etária heterogênea dentro do Ensino Médio, distribuídas em três modalidades de ensino, que são: o Novo Ensino Médio nos turnos matutino e vespertino contendo turmas de 1°, 2° e 3° ano, o técnico em Edificações durante o turno matutino [...]; e o Ensino Médio, no turno noturno, contendo turmas de 1°, 2° e 3° ano [...].

Texto extraído da diagnose escolar produzida pelo pibidiano Natan Fernandes em 2019.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Encerramento do Projeto “Pobreza: uma dimensão social” na escola campo Centro Educacional José Augusto (CEJA)

Pibidianos(as) reúnem-se para reunião de planejamento

Laboratório de Práticas do Ensino de Filosofia-LPEF/EEAA